Image

O Relatório de Investimentos da Eletros traz mensalmente um resumo do cenário econômico mundial e brasileiro, uma breve análise e perspectivas futuras na Palavra do Gestor e a prévia dos resultados financeiros dos planos.

Cenário Econômico

Image

Cenário Externo

 

A recuperação dos ativos de risco no mês de agosto seguiu forte, dado o expressivo suporte monetário dos bancos centrais ao redor do mundo e avanço no desenvolvimento de vacinas para a COVID-19 em diferentes países. A bolsa de tecnologia norte-americana bateu suas máximas históricas impulsionada pelo grupo de empresas conhecido como FAANGs (Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google) com o mercado apostando na manutenção de diversos hábitos adquiridos na pandemia. Além disso, outro assunto voltou a trazer volatilidade nos mercados internacionais: com a proximidade das eleições norte-americanas as retaliações de Trump à China voltaram a crescer, com o cancelamento de diversos vistos de estudantes chineses nos EUA.

Image

Cenário Interno

 

O desempenho do mercado local foi aquém de seus pares internacionais no mês de agosto. O debate fiscal à respeito da manutenção do programa renda Brasil até o final de 2020 pareceu enfraquecer Paulo Guedes em relação à Paulo Marinho, importante líder do governo Bolsonaro. Aparentemente o empenho fiscal de Guedes não vêm agradando parte do governo que vê na distribuição de renda e nos gastos públicos uma solução para o alcance de uma maior popularidade. Apesar disso, o risco brasil medido pelo CDS caiu quase 40 pontos no mês, com a melhora gradual do cenário de ativos de risco no mundo.

Image

Palavra do Gestor

Image

 

No mês de agosto as rentabilidades dos Planos administrados pela Eletros foram negativas, ao contrário dos quatro meses anteriores. Analogamente, o segmento que apresentou a pior rentabilidade foi o da renda variável que obteve uma variação de -3,2% (IBrX), rendendo bem menos que o mercado acionário americano que se valorizou 7,0% (S&P 500).

 

No cenário internacional, assistimos a uma melhora das expectativas. A recuperação gradual das economias Globais e a perspectiva da manutenção da baixa taxa de juros (em alguns casos taxa de juros negativa) por tempo prolongado impactaram positivamente os ativos de riscos. O petróleo se valorizou, assim como também os índices de ações das bolsas americanas (S&P 500  e Nasdaq) que atingiram novas máximas históricas.

 

No Brasil, enquanto a expectativa de inflação para o ano continua comportada mantendo a taxa de juros de curto prazo em patamares muito baixos, a incerteza dos agentes econômicos em relação as despesas do governo e o seu possível desequilíbrio fiscal, tem levado a uma elevação da taxa de juros de longo prazo. Como consequência, assistimos a um aumento da inclinação da curva da taxa juros e a queda do preço das nossas ações, impactando negativamente a rentabilidade dos nossos planos de benefícios.

 

Continuamos preocupados com o agravamento da situação fiscal brasileira, entretanto, o preço das nossas ações ainda está bem descontado em relação as ações das empresas no exterior. Nesse contexto, além de acompanharmos o cenário econômico bem de perto, no mês de agosto, com o objetivo de aumentarmos a diversificação dos nossos ativos, passamos a investir no exterior e em fundos multimercados estruturados.

 

Variáveis Chaves

Image

IBrX 100  - 3,2% | A bolsa de valores não acompanhou seus pares emergentes e caiu no mês de agosto com as tensões políticas no país.

 

Real/Dólar  - 3,0% | O Real se desvalorizou em relação ao dólar, em um movimento semelhante ao visto no mercado acionário brasileiro.

 

Risco Brasil CDS  - 41 pts | O Risco Brasil caiu com a perspectiva de melhora das condições financeiras globais, fechando junho a 215 pontos.

 

Standard & Poor's 500  + 7,0% | O índice acionário dos EUA seguiu sua recuperação no mês com a expectativa de abertura gradual da economia e atingindo sua máxima histórica, cotado a 3500 pontos.

 

Barril de Petróleo  + 8,7% | O barril WTI fechou o mês em forte alta cotado a U$39,2, com a expectativa de retomada antecipada das economias com a chegada de uma vacina para COVID-19.

 

Relatório de resultado por plano

Image

Conheça a Política de Investimentos 2020 dos planos geridos pela Eletros.